Arquivos mensais outubro 2013

Um dos meus filmes preferidos: O que terá acontecido a Baby Jane?

BabyJane002

Bette Davis é Jane Hudson, uma artista que alcançou a fama quando menina e ficou conhecida como “Baby Jane”. Agora envelhecida e distante do público há muitos anos, vive encerrada em uma mansão com sua irmã, Blanche Hudson (Joan Crawford) desde um acidente que selou a sorte de ambas, terminou a carreira brilhante de Blanche – deixando-a paralítica – e acelerou a decadência mental de Jane. Disposta a brilhar nos palcos novamente, Jane  encarna doentiamente Baby Jane, passando por cima de tudo e de todos para atingir seu objetivo de ter sucesso. A trama surpreende e mostra que, como sempre, as aparências enganam: afinal, o que terá acontecido a Baby Jane?

Minha humilde opinião: Sou apaixonado por esse filme desde que o vi pela primeira. E já vi e revi várias vezes...

Ler mais

Carta para o meu filho

Filho,

Eu ainda não tenho você. E é algo que eu quero muito ter. Talvez seja porque o tempo está passando, ou talvez seja porque eu nasci pra ser pai e sinta falta de tê-lo aqui na minha vida. Mas te quero muito!

Estou escrevendo essa carta no masculino, mas também poderia ser no feminino. Não ligo pra quem você seja, nem como você seja, porque isso não importa, não me interessa. Me interessa que você tenha saúde e que eu possa te ofertar uma vida plena. Não vou poder impedir que você se magoe, ou que pessoas machuquem seu coração. Infelizmente ninguém pode impedir isso, nem você mesmo. Mas prometo estar sempre com os braços abertos pra receber seu abraço, seja acompanhado de choro ou de riso...

Ler mais

“Que sorriso lindo!”, disse ela para um desdentado…

elogiar411

Odeio elogios. Elogio é um M&M que você coloca na boca só pra sentir o doce, mas não mata sua fome. Porque geralmente quem te elogia, não te conhece de verdade. Quem te conhece de verdade, não fica de elogios. Demonstra. Um ator prefere um “você foi ótimo” ou que vão ver seu espetáculo e aplaudam sinceramente no final? É assim na vida, nas amizades: querer estar perto, se preocupar, demonstrar o que sente, estar junto por ter vontade de estar, cuidar, … “Ser bom” não precisa de elogios. “Ser honesto” não precisa de elogios. “Ser bom no seu trabalho” não merece elogios. “Ser bonito” não merece elogios.

– Você está lindo, amor…
– Obrigado…

Não, isso é sem graça...

Ler mais

Coisas que preciso fazer antes de morrer…

Não sei quem fez a lista, achei nos meus guardados. Será que fui eu mesmo que escrevi? Não sei… Algumas já realizei, outras não, mas acredito firmemente que o caminho pra tal felicidade deve começar por aí…

BE HAPPY!

* Salvar a vida de alguém

* Pensar comigo mesma que estou vivendo o meu sonho

* Comunicar com uma pessoa sem partilharem um língua comum

* Mudar a opinião de alguém sobre alguma coisa em que acredita profundamente

* Visitar mais países estrangeiros do que lugares no meu país

* Dormir mais de 38 horas seguidas

* Cantar bem alto no carro

* Mudar de cidade simplesmente para começar de novo

* Criar e nomear as minhas próprias constelações de estrelas

* Acompanhar o tour da minha banda favorita

* Educar uma criança

* Falar mais do que uma língua fluentemente

* Compr...

Ler mais

“Sentir-se amado”, por Martha Medeiros

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?

Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocu...

Ler mais