Carta ao Gabriel

Oi, Gabriel

 

Aqui é o Tio Sandro. Ainda não pude te ver – Estou com uns problemas aqui, mas vai se acostumando, pois sou um tio “problemático”

Você nasceu ontem, no dia cinco de janeiro, e já vi um monte de fotos suas. Cara, como você é bonito, hein? Tô louco pra te pegar no colo, sentir seu cheiro, ver seu narizinho de perto… Tá, tá, parei, não precisa ficar com vergonha. Mas você vai aprender que o amor é assim mesmo, deixa a gente bobo, bobo…

Sabe, eu conheci sua mãe há muuuuuuuuuuito tempo atrás, nós sentávamos juntos na escola, fazíamos trabalhos juntos, implicávamos com os colegas – não faça isso nunca! – e fomos crescendo, e a vida seguindo, e sempre juntos, até que chegou esse momento especial, que você chegou! E eu fiquei tão feliz, tão feliz, tão feliz! Sim, além de tio problemático, sou um tio chorão também…

Sabe, eu tenho certeza que você vai ser um jogador de futebol! Eu fiz uma pesquisa e descobri que a maioria das pessoas famosas que nasceram no dia cinco de janeiro são esportistas, e jogadores de futebol. Olha só alguns:

Ah, deixa eu te dar um aviso: sua mãe é meio paranoica com segurança. Ela vai querer te levar de carro em todos os lugares e não vai deixar você ir na esquina sozinho! Provavelmente você terá seguranças armados te escoltando. Mas não liga, porque isso é amor (Qualquer coisa você me liga, que eu converso com ela, tá?)

Ih, já escrevi demais e essa carta é apenas por um motivo: pra dizer que eu te amo! Isso mesmo! Amo você, meu sobrinho lindo! Quero te desejar várias coisas boas, mas não vou fazer isso agora. Vou deixar para fazer isso ao longo da sua vida. Vou te desejar coisas boas em cada um de seus aniversários, vou te desejar coisas boas na sua formatura, vou desejar coisas boas no seu casamento, no nascimento do seu filho…  Sim, vamos lá: Tio problemático, chorão e velho.

Eu espero e torço por um grande vida, e não poderá ser diferente pois você tem uma grande mãe e um grande pai. Uma vida de sorte, vitórias, desejos realizados e sonhos concretizados. Seu tio não é muito de rezar – eu brigo com Deus às vezes e nesse momento estou sem falar com Ele… – mas saiba que quando eu fizer as pazes com Ele, você vai estar sempre nas minhas orações. Mas enquanto isso não acontece, eu mando toda energia de amor pra você, energia positiva, com tudo de melhor que eu poderia desejar para o filho de uma irmã especial, para um sobrinho que mora no meu coração.

Seu tio escreve ficção, mas descrever sentimentos reais não é tão fácil assim. Fica tudo um pouco sem sentido, mal escrito, confuso. Como esse carta. Mas eu espero que você não se importe. Também sou confuso. Mas prometo que tudo o que disse, ou quis dizer, estará dentro de cada abraço que eu te der por toda a sua vida.

 

Amo você,

 

Seu problemático, chorão, velho, escritor e confuso Tio Sandro

 

gabriel

Um comentário para Carta ao Gabriel

  • Cassia Maciel  Diga:

    Linda homenagem!!
    Gabriel é especial e cercado de pessoas especiais!!
    Amei!!

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>