Uma foto da Maria Ribeiro, por favor?

Quero um porta retrato com a foto da Maria Ribeiro na minha mesinha de cabeceira. Não tenho certeza se porta retrato tem hífen. Mas tenho certeza da foto da Maria.

Na minha mesinha de cabeceira tem um anjinho, o Superman, o livro que estou lendo (ou os vários) e um porta retrato do Marcos. Acredito que caiba ainda a foto da Maria.

Imagino logo minha irmã perguntando “Conhece ela? É sua parente? É sua amiga? Já viu ela pessoalmente? Pra que você teria um porta retrato dessa moça?”

Sim. Sim. Sim. Não. A última respondo depois.

Conheci Maria pelo Saia Justa. E aquela linda mulher de sorriso e cabelos fartos me conquistou. Não pela fartura acima, mas pela fartura de afinidades. Aquela boa-quase-sem-esperança visão do mundo. Aquele humor fratura exposta. Aquela vontade de ser aceita e ao mesmo tempo mandar se fuder. Acho que Maria é isso: Por favor, me dá um abraço ou vai se fuder.

Podia escrever vários adjetivos que só fã sabe fazer – mulher linda, atriz grandiosa, escritora da vida como só quem vive a vida poderia viver escrevendo assim – mas eu fico meio idiota quando admiro alguém e me deixo levar pelo coração e escrevo meio Gloria Magadan.

Sigo Maria mas redes sociais. Sigo também um instagram lindo chamado Love For Maria (como não poderia?). Um dia Maria me respondeu no Instagram. Printei a tela e guardei. Todo boboca como quem fala boboca.

Respondendo a última pergunta, eu preciso do porta retrato da Maria porque ela me faz feliz. E na minha mesinha, ao lado do Super, do Anjo e do Marcos para eu não me sentir sozinho.

Para que eu lembre que minha cabeça hiperativa não é exclusividade minha. E que se achar meio louco também não. E escrever crônicas um pouco caóticas também não. E mostrar o que tem de baixo da pele quando escreve também não. E acordar todo dia tentando ser melhor, também não.

Se bem que Maria não precisa tentar ser mais nada. Ela já é. Pra mim tá tudo ótimo e perfeito.

Glória Magadan suspirou de alegria em seu túmulo.

Se Maria lesse esse texto, acredito que ela riria, divertida. E eu printaria a vida nesse momento.

Mas sobre o porta retrato? Vou providenciar. Tô cansado de ser louco assim sozinho, Clarice.

2 comentários para Uma foto da Maria Ribeiro, por favor?

  • Celso Lemos  Diga:

    Quem sabe este porta retrato aprece !!!!!

  • Karla  Diga:

    Nada é exclusividade nossa, a não ser a verdade do que sentimos!
    Sempre em frente… um dia após o outro.
    😉

Deixe uma resposta

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>